--by Vanessa Loschiavo

Alerta sobre Suicídio

8 de maio de 2016 by Vanessa Loschiavo0
alerta_sobre_suicidio.jpg

É frequente quando o paciente apresenta sintomas depressivos, vir acompanhado de desânimo, ideias de desesperança, e até ideias suicidas. A pessoa pode não ver saída para seu desajuste ou problemas e imagina que a única alternativa é a morte. Para a família que percebe este quadro é preciso buscar ajuda com urgência. Estar alerta aos comportamentos dos entes queridos é fundamental, pois muitas vezes o suicídio pode ocorrer sem a pessoa pedir ajuda, porém pode demonstrar alguma mudança de comportamento.

Pessoas com surtos de psicose também podem apresentar atitudes impulsivas, chegando a morte. É comum a pessoa buscar ajuda médica ou psicológica e até religiosa antes de tentar o suicído. Podem falar de seus planos ou até pedir ajuda. É preciso dar atenção quando o tema é abordado. A automutilação já tem origem no pensamento suicida.
A Organização Mundial de saúde instituiu o dia 10 de Setembro como dia Mundial de Prevenção do Suicídio, sendo mais de 800 mil pessoas que dão fim a própria vida. É um problema de saúde pública, sendo 75% dos casos ocorrem em países de média e baixa renda. O levantamento detectou que a cada 40 segundos uma pessoa comete o suicídio. É um tabu falar sobre o tema. E o caminho que temos para a prevenção em primeiro lugar é falar a respeito. É preciso compreender o que leva uma pessoa a esta atitude, e poder até abordar o tema de forma cuidadosa com aquelas pessoas que já tiveram tentativa de suicídio. É necessário pesquisar profundamente o teor de pensamentos depressivos, para ampliar horizontes daquele que sofre.
Existe um despreparo da área médica, de forma geral , que atendem pessoas que tentaram o suicídio. A não compreensão ou atitudes que humilham são inaceitáveis, principalmente de profissionais desta área. Certamente, o treinamento de médicos ou pessoas da área da saúde, poderia evitar que elas tentassem novamente. Não fazer juízo crítico das caraterística do paciente, lançar mão da compreensão de tanto sofrimento, realizar encaminhamento para o psiquiatra pode ser um bom começo para que não hajam novas tentativas.
A família que perdeu alguém pelo suicídio precisa também de ajuda médica e psicológica para poder lidar com tamanha dor.

Vanessa Loschiavo
Vanessa Loschiavo

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *


Essencia da mente - encontrando sua essência

A Essência da Mente é uma clínica, localizada em São Paulo, que oferece diversos tipos de tratamentos para a integração e equilíbrio do ser humano.
Saiba Mais

Essência da mente 2019. Todos os direitos reservados.