--by Vanessa Loschiavo

Transtorno de Oposição Desafiante (TOD)

5 de setembro de 2019 by Vanessa Loschiavo0
tod_7d1635cf31b4e1f36004ebde53b0b46a.jpg

O TOD tem como definição as discussões e brigas crônicas, crise de raiva, alto nível de irritação e contrariedade, desobediência, costume de culpar os outros pelos seus erros, ser vingativo e rancoroso; Em alguns casos pode-se ter a intolerância a frustração e imediatismo.

O transtorno pode se manifestar dos três aos oito anos de idade do individuo. O TOD não tem modulação genética e sim sociocultural.

Baseando-se em autores chaves, no ambiente familiar algumas atitudes dos pais podem contribuir para o desenvolvimento do transtorno, como: a imaturidade, dificuldade de impor limites, a falta de experiência em educar os filhos, a agressão verbal, agressão física e a oscilação emocional. A criança também apresenta traços de inflexibilidade com dificuldade de aceitar as regras, tentando muitas vezes burlá-las. É comum ter um temperamento explosivo, tendo a manipulação e até a mentira como formas de conseguir o que deseja.

Estas condutas podem causar sintomas nos próprios responsáveis, como: o cansaço mental, a frustração perante a criança, intolerância e a raiva emocional. Em alguns casos podemos observar o isolamento da criança de eventos familiares ou até mesmo da dinâmica familiar.

Se olharmos o ambiente escolar as crianças com TOD normalmente tem fichas de reclamação extensas, inúmeras suspensões e advertências. Como não desenvolvem habilidades sociais, não realizam trabalho e brincadeiras em grupo ou até mesmo criar vinculo com algum colega. Podem apresentar também uma dificuldade na aprendizagem e consequentemente ter reprovações de série.

O TOD é um transtorno com pré-disposição á ter comorbidades, em 50% dos pacientes podem ter a contribuição do transtorno de déficit de atenção/hiperatividade (TDAH) ou o transtorno de conduta (TC). Podem aparecer a depressão e o transtorno de aprendizagem como sintomas.

O diagnóstico é realizado por psiquiatra ou psicólogos com especialização em testes psicológicos. O tratamento depende da idade da criança e da gravidade do transtorno, quanto mais cedo diagnosticado mais eficaz será a psicoterapia. Caso o diagnóstico seja tardio é aconselhado acompanhamento do psiquiatra juntamente da psicoterapia.

Alguns autores recomendam a terapia cognitiva-comportamental, porque irá trabalhar a mudança comportamental e os pensamentos destorcidos da criança.

Podendo realizar um aconselhamento familiar ou uma orientação com os pais.

Talita Bueno Avila
Psicóloga – Terapia Cognitiva Comprotamental

Vanessa Loschiavo
Vanessa Loschiavo

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *


Essencia da mente - encontrando sua essência

A Essência da Mente é uma clínica, localizada em São Paulo, que oferece diversos tipos de tratamentos para a integração e equilíbrio do ser humano.
Saiba Mais

Essência da mente 2019. Todos os direitos reservados.