--by Vanessa Loschiavo

Psiquiatria e Medicina Quântica

9 de novembro de 2016 by Vanessa Loschiavo0
psiquiatria_medicina_quantica.jpg

Os estudos atuais da física quântica vem ajudando muito na compreensão de como o pensamento pode influenciar a saúde. Na medida em que o indivíduo apresenta pensamentos negativos, uma série de reações químicas ocorrem no organismo, podendo ao longo dos anos trazer um desequilíbrio, gerando doença. Mas não é só isso. Além das reações químicas, sofremos também influência da física, ou seja, da energia. Masaru Emoto escritor japonês, fez experimentos com a água submetendo amostras de água a sentimento de ódio e ao sentimento de gratidão. Observou, em microscópio, que as moléculas da água que receberam vibrações positivas tinham formas geométricas, eram claras e equilibradas, e as que foram submetidas às vibrações negativas eram disformes, escuras, totalmente diferentes das anteriores. Considerando que o corpo humano é composto de 70% de água, o pensamento pode ter grande influência na produção da saúde ou da doença.

Vale avaliar as diferenças entre a medicina convencional e a medicina quântica.

A medicina convencional está baseada em substâncias maiores que o átomo ( macrocosmos ). Está ligada à física clássica ou newtoniana, estuda dimensões que os cinco sentidos conseguem observar. É determinista, mecanicista e reducionista, no sentido em que está setorizada, ao ponto de perder a noção do todo que é o ser humano.

A medicina quântica é regida pela física do microcosmos, estuda partículas abaixo do átomo. Algo não percebido pelos cinco sentidos. Sendo os pensamentos, vibrações, sentimentos formas de energia que influenciam o próprio indivíduo como o ambiente e as pessoas que o cercam. Tem a ideia que os seres humanos estão interligados, a mudança de um indivíduo transforma o sistema todo. Como no Efeito Borboleta, descrito no livro Efeito Isaías: “Se uma borboleta bater as asas em Tóquio, um mês depois poderá causar um furacão no Brasil”.

A medicina convencional e a quântica tem caminhos diferentes com um objetivo comum, que é o equilíbrio do paciente. A união entre ambas tendências traz um ganho imenso para a harmonia do ser como um todo. A medicina alternativa está tendo cada vez mais procura, justamente por ter um olhar para o doente e não somente para a doença. A acupuntura, homeopatia, medicina tradicional chinesa, ayurveda, a medicina mente corpo vão de encontro com a medicina quântica.

Na medicina convencional é realizada anamnese pautada nos diversos sistemas, disfunções, exames laboratoriais, necessitando cada vez mais de tecnologia avançada para diagnósticos, como também dos medicamentos curadores. Vale o cuidado com a utilização sem freio da tecnologia diagnóstica e medicamentos de última geração. Tornando o indivíduo passivo na busca de sua cura. A medicina quântica pode utilizar a mesma técnica para o diagnóstico de forma ponderada, como também tratar com medicamentos como facilitadores do equilíbrio e não como um caminho único. Considera que o paciente é seu próprio curador, na medida em que ele adoeceu ou se desequilibrou por escolhas, ações ou pensamentos equivocados. A doença, nada mais é do que uma oportunidade de revisão deste equívoco, na medida em que obriga o paciente a olhar para si mesmo e aos poucos se descobrir. É uma vertente diferente da medicina convencional, na qual o médico tem o poder de curar, gerando no paciente uma dependência e não uma descoberta de si mesmo, de quais foram as escolha não saudáveis, não gerando uma transformação pessoal profunda. Vale ressaltar que é esta transformação pessoal que trará a imunidade contra qualquer doença, mesmo àquelas que o indivíduo tem uma genética favorável, pois esta só desenvolverá o quadro correspondente a depender de fatores predisponentes que estão ligados ao ambiente e escolhas pessoais.

A psiquiatria pode ter uma visão mais biológica, como na medicina convencional, enfatizando o uso de medicamentos de forma central, ou uma visão mais ampla conversando diretamente com a medicina quântica, na medida em que utiliza medicamentos psicotrópicos, mas pode combinar com outros tratamentos utilizando a homeopatia, tendo como aliado a psicoterapia, como também abordagens através de energias como cura reconectiva, reconexão, toque quântico, homeostase quântica informacional, entre outras.

O universo quântico existe desde sempre, mas por diversos motivos nos desconectamos dele. Os cientistas de diversas partes do mundo vem trazendo evidências da ligação direta do homem com seu semelhante e com o universo, da influência do pensamento e vibrações, ou seja, da energia sobre a matéria (que também é energia). E assim, a ciência pode reencontrar um caminho de volta às origens.

 

 

Vanessa Loschiavo
Vanessa Loschiavo

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *


Essencia da mente - encontrando sua essência

A Essência da Mente é uma clínica, localizada em São Paulo, que oferece diversos tipos de tratamentos para a integração e equilíbrio do ser humano.
Saiba Mais

Essência da mente 2019. Todos os direitos reservados.