--by Vanessa Loschiavo

Integração Cérebro Intesrtino

25 de fevereiro de 2019 by Vanessa Loschiavo0
Integracao_cerebro_intiestino.jpg

O intestino é considerado o segundo cérebro e abriga 500 milhões de neurônios, produz por volta de 30 neurotransmissores, sendo 50 % da dopamina e 90 % da serotonina do organismo produzidas no intestino. Assim, este tem um grande papel no equilíbrio do humor, do comportamento e emoções. Os neurotransmissores são responsáveis por uma comunicação eficiente entre o intestino e o cérebro. Essa integração ocorre através do nervo vago que liga o sistema gastrointestinal ao cérebro. A comunicação também se dá pela corrente sanguínea e pelas células de defesa que circulam por todo organismo.

O sistema nervoso entérico é uma rede de neurônios digestivos que está presente por trás da mucosa digestiva que passa pelo esôfago, estômago, intestino e ânus. É responsável por mandar os estímulos necessários para a realização da digestão, após a alimentação, sem necessitar do comando cerebral.

No intestino, está presente uma grande quantidade de bactérias que compõe a flora intestinal. Essas bactérias ajudam na digestão, como também influenciam o cérebro, reduzindo ansiedade e equilibrando o humor.
Realizaram um estudo na Universidade da Califórnia e cientistas compararam grupo de mulheres. O primeiro grupo tomou diariamente iogurte com quatro tipos de bactérias probióticas, ao longo de 1 mês. O segundo grupo consumiu iogurte sem bactérias e o terceiro grupo não tomou nada, manteve a dieta normal. Os cérebros das mulheres foram analisados, em exames de ressonância magnética, antes e depois da experiência. Cientistas concluíram que as bactérias modificaram várias regiões que processam sensações do corpo, emoções e até funções cognitivas. Os estudos precisam continuar para entender de forma mais aprofundada, como o bom funcionamento do intestino atua sobre o cérebro. Considerando que o humor pode afetar o intestino e o intestino afeta o cérebro.

Existem estudos da flora bacteriana em pacientes com Autismo, Parkinson, Alzheimer, Obesidade e Câncer. Percebe-se que existe uma diferença da flora intestinal entre pessoas com e sem autismo. E existe grande influência das bactérias que habitam o intestino nos casos de obesidade e câncer.

Se alguma bactéria nociva se instala no intestino, muda o perfil de produção da flora intestinal. Mensagens desencontradas são enviadas pelo nervo vago, corrente sanguínea ou células de defesa, comprometendo os neurônios cerebrais, gerando mau humor e depressão, desequilíbrio do comportamento e emoções. O sistema imune reage e lança substâncias inflamatórias, levando ao desequilíbrio do organismo. Assim, diminuindo a produção de serotonina no intestino gerando também desânimo.

A microbiota (flora intestina) também pode se desequilibrar, com uma alimentação rica em gordura, desenvolvendo bactérias nocivas e matando bactérias benéficas, propiciando distensão abdominal, inflamações, dores, diarréias ou constipações.

A síndrome do intestino irritável tem ligação direta com o estado de ânimo. O uso de probióticos naturais ou manipulados é uma alternativa que restaura a saúde geral.

A ampliação de estudos da ligação do intestino com o cérebro podem ajudar muito a encontrarmos mais alternativas para o equilíbrio psíquico.

Dra. Vanessa Calhiarani Loschiavo
Psiquiatra e Psicoterapeuta
www.essenciadamente.com.br

Vanessa Loschiavo
Vanessa Loschiavo

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *


Essencia da mente - encontrando sua essência

A Essência da Mente é uma clínica, localizada em São Paulo, que oferece diversos tipos de tratamentos para a integração e equilíbrio do ser humano.
Saiba Mais

Essência da mente 2019. Todos os direitos reservados.