--by Vanessa Loschiavo

Terapia Psicológica na Infância

14 de agosto de 2017 by Vanessa Loschiavo0
terapia_psicologica_Infancia.jpg

Podemos observar o Desenvolvimento Infantil sob vários aspectos: físicos, emocionais, sociais e cognitivos.
Para um desenvolvimento harmônico a criança precisa de um ambiente acolhedor e rico de experiências desde o período pré-natal e após o seu nascimento.

Nos primeiros anos de vida, são essenciais para o bom desenvolvimento da criança, os cuidados maternos, o envolvimento e a participação da família para garantir e atender não só as necessidades básicas como também, suprir suas demandas emocionais.

Com o passar do tempo a criança vai amadurecendo e segundo Winnicott – Teórico e Psicanalista Infantil – deixa de ter uma dependência grande do meio e segue “rumo à independência”, isto é, há uma tendência à independência, não sendo esta completa, visto que as pessoas não vivem isoladas, se tornam indivíduos relacionados ao ambiente de maneira que se pode dizer serem interdependentes.

Assim, “quando o desenvolvimento ocorre de acordo com o esperado, atinge-se um estado de saúde, caracterizado pela possibilidade do indivíduo de se colocar de forma verdadeira e criativa no mundo” (Winnicott, 1975).

Porém, pode acontecer de nesse processo de desenvolvimento, da criança precisar de alguma ajuda profissional, uma vez que suas necessidades podem extrapolar as capacidades de compreensão e de realização de ações práticas e efetivas oferecidas pela família.

Quando percebemos que a criança apresenta algum sintoma físico procuramos um Médico Pediatra, da mesma maneira, procuramos um Psicólogo Infantil para lidar com seus aspectos emocionais.

O momento de se procurar ajuda de um profissional especializado é quando o apoio familiar bem como os recursos utilizados pela escola parecem não serem suficientes para a resolução dos problemas e também quando a criança, assim como os que estão à sua volta, estão sofrendo.

O universo infantil é bastante complexo e a psicoterapia de crianças, assim como a de adolescentes, visa ajudá-los a compreender e a administrar sentimentos, pensamentos e comportamentos que são sentidos como conflitantes e difíceis de suportar.

A psicoterapia de crianças e adolescentes respeita o grau de desenvolvimento psicológico em que se encontram. Existem diferentes abordagens psicoterapêuticas e uma variedade de técnicas que irão facilitar a expressão das suas dificuldades, sendo importante ressaltar que “cada caso é um caso”. Os sintomas e a forma de tratar são diferentes para cada indivíduo, o que pode ser eficaz num caso, não significa que terá o mesmo efeito no outro.

A criança pode manifestar comportamentos percebidos como “inadequados”, são o que chamamos de sintomas. Às vezes a “queixa” ou os problemas e dificuldades são percebidos e identificados pela escola, pela família ou por ambos.
As possibilidades para recorrermos à psicoterapia infantil são muitas, por exemplo:

* Agressividade
* Apatia e isolamento
* Alterações bruscas de humor
* Ansiedade
* Baixa autoestima
* Bullying e as suas consequências
* Ciúmes excessivo
* Conflitos familiares, separação
* Comportamento obsessivo, ideias fixas
* Depressão
* Dificuldades de aprendizagem
* Dificuldades escolares
* Distúrbios de alimentação
* Interação social/escolar
* Luto prolongado
* Medos e fobias
* Problemas de adaptação
* Problemas de Atenção
* Problemas de comportamento
* Queixas somáticas
* Sexualidade
* Timidez excessiva

Durante o processo psicoterápico, ocorre um encontro único entre terapeuta e paciente, que possibilita um espaço de empatia, sem julgamentos. Desenvolvem-se neste espaço terapêutico, uma compreensão mais aprofundada e uma maior consciência da relação consigo mesmo, com os outros, com o ambiente que nos cerca e com o mundo. É esta nova percepção que permitirá recuperar o controle pessoal perdido e encarar a vida com uma nova esperança.

A Psicoterapia, não só com as crianças, mas também com adolescentes e adultos, nos mostra que somos feitos do mesmo “substrato humano” e nossos sentimentos e emoções não podem ser colocados em segundo plano, a nossa qualidade de vida depende muito do nosso equilíbrio psíquico.

A intervenção psicológica é uma forma de tratamento eficaz para o fortalecimento dos recursos internos e o desenvolvimento emocional de pessoas, levando-as a buscar alternativas para lidar com os conflitos, transformando-as e tornando-as mais saudáveis do ponto de vista emocional.
Enfim, todos nós podemos obter benefícios, se pudermos passar por um processo psicoterápico.

Yvelise C. Patrício
www.essenciadamente.com.br

Vanessa Loschiavo
Vanessa Loschiavo

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *


Essencia da mente - encontrando sua essência

A Essência da Mente é uma clínica, localizada em São Paulo, que oferece diversos tipos de tratamentos para a integração e equilíbrio do ser humano.
Saiba Mais

Essência da mente 2019. Todos os direitos reservados.